Arquivo mensais:julho 2012

Para segurança, cilindrada da moto precisa ser compatível com estatura do piloto

Publicado em 31 de julho de 2012 17:11

Para segurança, cilindrada da moto precisa ser compatível com estatura do piloto

Página Publicada em: julho, 30 de 2012 as 12:50 pm. Na Categoria: Notícias

Por mais alto que sejam os preços de algumas motocicletas, o sonho de ter uma máquina de alta cilindrada sempre permeia a mente de muitos motociclistas. Mas a decisão da compra não se resume apenas a questões financeiras. Depois que a puberdade passa, crescer só através de milagre. E o que um assunto tem a ver com o outro? Esses temas se tornam completamente afins quando se constata que a estatura do piloto e a robustez da moto precisam ser compatíveis para que a segurança na pilotagem seja garantida.

Quem se preocupa bastante com essa questão é a gerente de Recursos Humanos Margarida Coelho, de 44 anos. Motociclista de carteirinha e dona de uma Suzuki Intruder 125, Margarida diz que gostaria de ter uma moto de cilindrada mais elevada, mas não consegue encontrar no mercado uma máquina que seja compatível com sua altura. “Eu queria uma custom de 250 cilindradas, mas só consigo encontrar modelos mais esportivos com essa robustez. Como tenho cerca de 1,60 metro, não aguento o peso delas e tenho que ficar com a 125 mesmo”, reclama a gerente.
O gerente de pós-venda da concessionária Pernambuco Motos, representante da Honda, Moab Barros, fala que o equilíbrio é o principal elemento a ser considerado na hora de escolher a moto de acordo com o tamanho de quem pilota. “Os pontos de risco são os momentos em que a motocicleta está em baixa rotação, em curvas ou parada. Por ter uma estatura mais baixa, pode ser que o condutor não suporte a moto e caia”, aponta Moab.
No entanto, o gerente também destaca que, com um certo treinamento, até os pilotos mais baixos conseguem manejar máquinas maiores. “A pilotagem segura de uma motocicleta de alta cilindrada depende muito da habilidade do motociclista. Se ele treinar um pouco a questão do equilíbrio em curvas e se sentir seguro para suportar a moto parada, não há problema nenhum”, frisa.
Apesar disso, a saída mais prática parece mesmo ser comprar uma moto compatível com o seu tamanho. Para garantir, Moab aponta o test-ride como o melhor caminho. “Vá até a concessionária e peça para dar uma volta na motocicleta. Assim, você poderá testar sua relação com a máquina notrânsito”, finaliza.

FONTE: Vrum

O álcool, os jovens e a condenação por homicídio doloso no trânsito

Publicado em 31 de julho de 2012 17:09

O álcool, os jovens e a condenação por homicídio doloso no trânsito

Página Publicada em: julho, 31 de 2012 as 11:03 am. Na Categoria: Notícias

Milton Corrêa da Costa*

Algumas pesquisas científicas nos dão a verdadeira dimensão sobre a questão do progressivo uso de bebida alcoólica pelos jovens, onde muitos, ainda bem cedo, adquirem tal hábito num quadro preocupante para toda a sociedade. Num artigo publicado num jornal de grande circulação, no Rio de Janeiro, envolvendo a questão do uso de álcool e direção, o médico psiquiatra e especialista em dependência química Arthur Guerra de Andrade, informa que uma recente pesquisa do Ministério da Saúde (Vigitel, Sistema de Monitoramento de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas não Transmissíveis por meio de Inquérito Telefônico), realizada com 54.144 pessoas, no ano de 2011, revelou que 4,6% dos entrevistados afirmaram dirigir após o consumo de bebidas alcoólicas. Tal comportamento foi mais frequente na faixa etária de 25 a 44 anos e entre os homens.

Num estudo publicado na revista científica “Addiction’ – que analisou 1. 495. 667 acidentes automobilísticos fatais ocorridos entre 1994 e 2008, os indivíduos que consumiram alguma bebida alcoólica estavam mais propensos a dirigir em alta velocidade, não usar cinto de segurança e conduzir o veículo causador da colisão, quando comparados aos motoristas sóbrios. Além disso, verificou-se que quanto maior a concentração de álcool no sangue, maior a gravidade dos ferimentos causados pelo acidente.

Arthur Guerra alerta para o fato de que nos países em desenvolvimento o custo com acidentes de trajeto pode chegar a 2% do Produto Interno Bruto (PIB). Segundo o estudioso, caso as tendências se mantenham nas próximas décadas, tais acidentes continuarão a crescer, atingindo principalmente as populações mais vulneráveis e os países em desenvolvimento. Atualmente, informa Arthur Guerra, os acidentes de trânsito são a décima causa geral de mortalidade e a nona de morbidade no mundo, ocasionando 1,2 milhão de óbitos/ano e gerando até 50 milhões de feridos.

Na cidade do Rio de Janeiro -não deve ser muito diferente na maior parte do país- adolescentes consomem bebida alcoólica livremente em bares. Graças à pouca fiscalização fica fácil encontrar menores consumindo álcool na noite do Rio.

A Diretora do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Atenção ao Uso de Drogas (Nepad) a psicanalista Ivone Ponczek, conforme recente matéria jornalística, conta que 30% dos pacientes em recuperação, no citado núcleo, são menores de idade. Num bar, na Zona Sul do Rio, num meio de um grupo de jovens sentados à mesa e consumindo cerveja, um estudante de 16 anos disse: – “Acho que nenhum lugar deveria vender. Mas isso depende da cabeça de cada um. Não vejo nenhum mal em beber uma cervejinha, mas tenho amigos alcoólatras, que gostam de beber até vomitar”.

Se considerarmos que muitos desses jovens, após o consumo de bebida alcoólica e energéticos, assumem a direção de um veículo, boa parte inabilitados, conduzindo em excesso de velocidade nas pistas livres das madrugadas e efetuando manobras arriscadas, é presumível que tragédias continuem a ocorrer em rodovias e vias urbanas. O álcool afeta diretamente o cérebro onde são processadas as informações necessárias para a condução veicular. Segundo o Ministério da Saúde cerca de 50% dos acidentes de trânsito mais graves envolvem motoristas alcoolizados no país.

Condenação por homicídio doloso por excesso de velocidade

Um homicida do volante, dirigindo em alta velocidade e com sinais de ingestão de bebida alcoólica, na Rodovia RJ-102, fato ocorrido em 2006, perdeu o controle de sua picape e bateu de frente com outro veículo. Matou a motorista e uma criança de 10 anos. Feriu gravemente mais dois menores e a babá que também estavam no referido carro. A babá ficou cega. A menina morta, Isabella Gautto Caruso, era filha do cartunista Chico Caruso do GLOBO.

Recentemente, o motorista foi condenado por homicídio doloso duplamente qualificado, a um total de oito anos e nove meses de prisão em regime fechado. A sentença foi considerada, no meio jurídico, cita a notícia, uma mudança histórica no paradigma da Justiça para tratar crimes cometidos por excesso de velocidade. O Tribunal do Júri de Cabo Frio considerou que o motorista cometeu dolo eventual, assumindo o risco de matar ao se comportar irresponsavelmente na condução de seu carro.

Ainda que a pena tenha sido pequena para a tragédia que causou, o fato de ter sido condenado pelo excesso de velocidade e sem a materialidade da comprovação da ingestão de bebida alcoólica, não deixa de ser um avanço para desencorajar os assassinos em potencial do volante e pode servir de base para o julgamento de casos análogos, até que a proposta de homicídio doloso por excesso de velocidade e por direção alcoolizada façam parte integrante dos crimes em espécie no capítulo pertinente no Código de Trânsito Brasileiro.

Motociclistas inabilitados
Para finalizar o quadro de irresponsabilidade no trânsito, uma pesquisa do Setor de Ortopedia do Hospital da Posse, no município de Nova Iguaçu / RJ, identificou que a maioria (52%) dos motociclistas envolvidos em acidentes de trânsito não possuía habilitação. É a imprudência e a irresponsabilidade que continuam matando, mutilando e causando tragédias no trânsito brasileiro. As estatísticas comprovam.

*Milton Corrêa da Costa é tenente coronel da reserva da PM do Rio de Janeiro

Ônibus rural é flagrado a 140km/h em rodovia entre Iacri e Bastos, SP

Publicado em 31 de julho de 2012 17:06

Fonte: G1

 

Ônibus rural é flagrado a 140km/h em rodovia entre Iacri e Bastos, SP

 

A velocidade máxima permitida no local é de 80km/h.A infração acarreta multa, pontos perdidos e até a suspensão de CNH.
Um cinegrafista amador registou um flagrante de abuso de velocidade na região Centro-Oeste Paulista. Na Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros, entre Iacri e Bastos (SP), um ônibus rural foi filmado por um internauta, que cedeu as imagens e pediu para não ser identificado, ultrapassando os 140km/h em um trecho onde a velocidade máxima permitida é de 80km/h. Transitar acima da velocidade permitida nas estradas é considerada infração gravíssima, acarreta multa de R$574 e sete pontos descontados na carteira. O motorista ainda pode ter a suspensão da carteira de habilitação, além é claro, coloca em risco a vida de outras pessoas. Além da velocidade não permitida, a imagem mostra que o homem dirige apenas com uma mão, uma infração  considerada média. Neste caso, ele pode perder mais quatro pontos na carteira e pagar uma multa de R$86.

Novas regras para quem trabalha com moto serão fiscalizadas em MG

Publicado em 31 de julho de 2012 17:05

Fonte: G1

 

Novas regras para quem trabalha com moto serão fiscalizadas em MG

 

Profissionais cobram regulamentação da profissão em Uberlândia, MG.Prefeitura informou que não se pronunciará sobre o assunto.
A fiscalização em relação às novas regras do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) para os serviços prestados por mototaxistas, motofretistas e motoboys será iniciada no dia 4 agosto, em Uberlândia, no Triângulo Mineiro. Na manhã desta terça-feira (31), os profissionais se reuniram na Câmara Municipal para discutir essas regras e cobrar providências da Prefeitura para que a profissão seja regulamentada na cidade. Por telefone, a assessoria da Secretaria Municipal de Comunicação Social informou que não se pronunciará sobre o assunto. O presidente do Sindicato dos Motociclistas Profissionais, Mototaxistas, Motofretistas e Motoboys de Uberlândia (Sindimoto-Udi), Paulo Cézar da Silva, afirmou que quer a regulamentação. “A classe vai ficar nessa informalidade até quando? Nesse meio qualquer um pode confeccionar um colete e trabalhar de mototáxi e é isso que a gente não quer. Queremos prestar serviço à altura que a cidade precisa”, disse. A Lei Federal define algumas exigências como itens de segurança nas motos e colete com faixas refletivas, mas segundo o sindicato falta estabelecer, por exemplo, a quantidade de profissionais que poderão trabalhar e como será a caracterização dos veículos. Mesmo sem a regulamentação municipal, a Polícia Militar (PM) fará fiscalização quando vencer o prazo. “A blitz educativa vai acontecer até ao dia 3 de agosto por determinação do comando e conforme determina a Lei. Após essa data faremos uma fiscalização repressiva para verificar as questões dos equipamentos, o que realmente determina a Lei”, explicou o sargento da Polícia Militar, Luciano Brum.

Tabela instituída pela Resolução 66 de 23 de setembro de 1998 e alterada pela Resolução 121 de 14 de fevereiro de 2001 (Tabela Antiga).

Publicado em 31 de julho de 2012 17:03

Segue um link para consultar valores e multas de trânsito:

http://www.pr.gov.br/mtm/informacoes/tabelainfracoes.shtml

Importante saber sobre infração de trânsito!

Publicado em 30 de julho de 2012 13:27

Importante saber

Você está: Home » Importante saber
Há no Código de Trânsito Brasileiro infrações cuja suspensão da Carteira de Habilitação poderá ocorrer com uma única infração, independente da quantidade de pontos que o condutor tenha acumulado durante 12 meses, são elas:

Art. 165 – Dirigir sob influência de álcool, em nível superior a seis decigramas por litro de sangue, ou de qualquer substância entorpecente ou que determine dependência física ou psíquica. Infração.

Infração – Gravíssima ( 7 pontos na carteira).

Penalidade – multa de R$ 191,54 (multiplicada por cinco) e suspensão do direito de dirigir.

Medida Administrativa – retenção do veículo até a apresentação de condutor habilitado e recolhimento do documento de habilitação.

Art. 170 – Dirigir ameaçando os pedestres que estejam atravessando a via pública, ou os demais veículos.

Infração – Gravíssima ( 7 pontos na carteira).

Penalidade – multa de R$ 191,54 e suspensão do direito de dirigir.

Medida Administrativa – retenção do veículo e recolhimento do documento de habilitação.

Art. 173 – Disputar corrida por espírito de emulação.

Infração – Gravíssima ( 7 pontos na carteira).

Penalidade – multa de R$191,54 (multiplicada por três), suspensão do direito de dirigir e apreensão do veículo.

Medida Administrativa – recolhimento do documento de habilitação e remoção do veículo.

Art. 174 – Promover, na via, competição esportiva, eventos organizados, exibição e demonstração de perícia em manobra de veículo, ou deles participar, como condutor, sem permissão da autoridade de trânsito com circunscrição sobre a via.

Infração – Gravíssima (7 pontos na carteira).

Penalidade – multa de R$ 191,54 (multiplicada por cinco), suspensão do direito de dirigir e remoção do veículo.

Medida Administrativa – recolhimento do documento de habilitação e remoção do veículo.

Art. 175 – Utilizar-se de veículo para, em via pública, demonstrar ou exibir manobra perigosa, arrancada brusca, derrapagem ou frenagem com deslizamento ou arrastamento de pneus.

Infração – Gravíssima (7 pontos na carteira).

Penalidade – multa de R$ 191,54, suspensão do direito de dirigir e apreensão do veículo.

Medida Administrativa – recolhimento do documento de habilitação e remoção do veículo.

Art. 176 – Deixar o condutor envolvido em acidente com vítima: I – de prestar ou providenciar socorro à vítima, podendo fazê-lo; II – de adotar providências, podendo fazê-lo no sentido de evitar perigo para o trânsito local; III – de preservar o local, de forma a facilitar os trabalhos da polícia e da perícia; IV – de adotar providências para remover o veículo do local, quando determinadas por policial ou agente da autoridade de trânsito; V – de identificar-se ao policial e de lhe prestar informações necessárias à confecção do boletim de ocorrência.

Infração – Gravíssima (7 pontos na carteira).

Penalidade – multa de R$ 191,54 (multiplicada por cinco) e suspensão do direito de dirigir

Medida Administrativa – recolhimento do documento de habilitação.

Art. 210 – Transpor, sem autorização, bloqueio viário policial.

Infração – Gravíssima (7 pontos na carteira).

Penalidade – multa de R$ 191,54, suspensão do direito de dirigir e apreensão do veículo.

Medida Administrativa – recolhimento do documento de habilitação e remoção do veículo.

Art. 218 – Transitar em velocidade superior à máxima permitida para o local, medida por instrumento ou equipamento hábil:

II – quando a velocidade for superior à máxima em mais de cinqüenta por cento

Infração – Gravíssima (7 pontos na carteira).

Penalidade – multa de R$ 191,54 (multiplicada por três) e suspensão do direito de dirigir.

Medida administrativa – recolhimento do documento de habilitação.

Art. 244 – Conduzir motocicleta, motoneta e ciclomotor: I – sem usar capacete de segurança com viseira ou óculos de proteção e vestuário de acordo com as normas e especificações aprovadas pelo CONTRAN; II – transportando passageiro sem capacete de segurança, na forma estabelecida no inciso anterior, ou fora do assento suplementar colocado atrás do condutor ou em carro lateral; III – fazendo malabarismo ou equilibrando-se apenas em uma roda; IV – com os faróis apagados; V – transportando criança menor de sete anos ou que não tenha, nas circunstâncias, condições de cuidar de sua própria segurança.

Infração – Gravíssima (7 pontos na carteira).

Penalidade – multa de R$ 191,54 e suspensão do direito de dirigir.

Medida Administrativa – recolhimento do documento de habilitação.

SCMULTAS!

Publicado em 30 de julho de 2012 13:22

Empresa especializada em recursos de multas de Trânsito

Radar de Multas, o que é?

Publicado em 30 de julho de 2012 13:18

Radar de Multas, o que é?

Um recurso para a consulta de multas, verifica se existe alguma pendência junto ao detran de acordo com seu renavam e placa de transito.
Neste serviço gratuito, todos os condutores de veículos automotores devidamente cadastrados no site SCMULTAS poderão tomar conhecimento de notificação de infração de trânsito em sua CNH ou no Registro do Veículo.
Este serviço não tem vínculo com nenhum órgão de trânsito e suas informações meramente a título de conhecimento.
Uma vez cadastrado, o motorista irá receber por e-mail aviso de notificação, e poderá tomar todas as medidas cabíveis para apresentar sua defesa em tempo hábil!
O usuário tem a ciência que a utilização dessa ferramenta serve simplesmente a título de informação, não criando nenhuma responsabilidade para a Equipe da SCMULTAS.

Serviços da SCmultas!

Publicado em 30 de julho de 2012 13:13

Nossos serviços

O direito de defesa é assegurado em qualquer infração de trânsito como condição para sua validade, isso é uma garantia que a Constituição Brasileira assegura a todos.

Mas a defesa raramente é exercida, pois existem vários entraves que prejudicam esse direito, tais como o desconhecimento de leis, argumentos, prazos etc.

Alguns acreditam que o pequeno valor cobrado por determinadas multas não compensam o estresse.
Desconhecem os riscos, pois infrações de trânsito não estão limitadas aos valores das multas e algumas situações podem resultar na cassação da carteira de habilitação pelo período de até 2 anos.

Portanto, exerça seu direito de defesa com os serviços da SC Multas!

Consulta de pontuação na Carteira de Motorista (CNH)
Consulta de Infração de Transito
Preenchimento de formulários para indicação de real condutor
Preenchimento de formulários para mudança de endereço de registro de automóvel.
Retiradas de documentos juntos aos órgãos de trânsito
Diligência junto aos órgãos de trânsitos em Joinville e Região para digitalização dos Autos e fotocópias de processos administrativos para advogados e empresas de outras regiões do Brasil.
Recursos de Infração de Trânsito (Auto de Infração, JARI, CETRAN)
Recursos para Carteira de Motorista Suspensa
Recursos para Carteira de Motorista Provisória
Recurso de trânsito por dirigir embriagado.

Homem morre em acidente na Rodovia do Arroz em Joinville

Publicado em 30 de julho de 2012 13:10

Trânsito | 29/07/2012 | 16h35min
Homem morre em acidente na Rodovia do Arroz em Joinville
Amigos passeavam de moto quando um deles se perdeu em curva do km 27
Um acidente ocorrido na manhã deste domingo resultou na morte de um homem no km 27 da Rodovia do Arroz, em Joinville.

Jeferson Buhrimg de Oliveira, 24 anos, saiu cedo de casa, no bairro Jardim Paraíso, para passear de moto com um amigo. Pilotando uma motocicleta Honda CBR, o jovem perdeu o controle do veículo na curva do km 27 da rodovia, batendo em um barranco.

O rapaz sofreu diversas faturas e morreu antes da chegada dos Bombeiros de Guaramirim. A suspeita é que ele vinha em alta velocidade quando entrou na curva.

A NOTÍCIA