Arquivo mensais:abril 2013

Regulamentação de profissionais é tema de encontro

Publicado em 25 de abril de 2013 20:59

O Detran/SC, em parceria com a Federação Catarinense de Municípios (Fecam), promove no dia 22 de maio, o Encontro Estadual sobre a Regulamentação das Atividades dos Mototaxistas e Motofretistas. A iniciativa vem atender aos anseios da categoria e de profissionais da fiscalização sobre a padronização dos procedimentos descritos na legislação vigente, além de sanar as dúvidas mais frequentes. O evento é gratuito e as vagas limitadas. Clique e faça sua inscrição.

Graziela Maria Casas Blanco, coordenadora de Convênios de Trânsito do Detran/SC e palestrante do evento, explica que durante a programação serão abordados assuntos como a Lei Federal nº 12.009, de 29 de julho de 2009, que regulamenta o exercício das atividades dos profissionais em transporte de passageiros (mototaxista) e em entrega de mercadorias (motofretista) que exerçam atividades remuneradas na condução de motocicletas e motonetas. Além das resoluções do Conselho Nacional de Trânsito (Contran): nº 356/2010 e 378/02011, que estabelecem requisitos mínimos de segurança para estas atividades, e a nº 410/2012, que regulamenta os cursos especializados obrigatórios destinados a profissionais do ramo.

O encontro é destinado a prefeitos, procuradores, diretores de trânsito ou responsáveis nos municípios pela atividade de mototaxistas e motofretistas, e profissionais do Detran/SC.

A reunião acontece dia 22 de maio, a partir das 8h30, no auditório do Sest Senat em Florianópolis (Avenida Marinheiro Max Schramm, 3.635 – Jardim Atlântico). Mais informações no site do evento, (48) 3221-8800 ou egem@egem.org.br.

 

http://www.detran.sc.gov.br/index.php/editar-comunicacao/435-detran-promove-encontro-para-discutir-legislacao-sobre-mototaxi-e-motofrete

Detran-PR notifica motoristas com multas vencidas até dezembro de 2011

Publicado em 25 de abril de 2013 20:57

Atualmente, o órgão possui mais de 74 mil infrações em aberto, totalizando um débito de R$ 22,5 milhões. Prazo para regularização das dívidas antes de execução judicial é 6 de junho.

O Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR) está notificando os motoristas que possuem multas de trânsito não-pagas com vencimento até dezembro de 2011. Segundo o órgão, cerca de 40 mil paranaenses, que já esgotaram todos os recursos de defesa, devem receber o aviso até o final de abril. Atualmente, o Detran-PR possui mais de 74 mil infrações em aberto, o que totaliza um débito de R$ 22,5 milhões.

Desse grupo, cerca de mil empresas possuem dívidas. A maior devedora é uma seguradora, com R$ 39 mil em multas não pagas. Entre as pessoas físicas, são quase 39 mil motoristas devedores, send oo maior débito de um morador de Palotina, no valor de R$ 6,5 mil.

Informações

Para mais informações, ou consultar o Cadastro de Dívida Ativa, acesse o site do Detran-PR e clique no link Dívida Ativa. Lá é possível consultar o extrato para saber se há débito inscrito e imprimir a guia de recolhimento para efetuar o pagamento.

“Vão receber esse aviso as pessoas cuja tramitação dos recursos de multas por meios administrativos extrapolou o final de 2011. Como o prazo para permanência desse tipo de pendência em dívida ativa é de cinco anos, temos que cobrar agora para dar tempo de recebermos tal montante. Se não, podemos ser julgados acusados de cometer renúncia fiscal”, explica Ivaldo Patrício, diretor administrativo-financeiro do Detran-PR.

A autarquia irá inscrever inicialmente todos os valores em um Cadastro de Dívida Ativa, permitindo que os devedores regularizem sua situação antes do processo judicial e sem reajuste no total. Depois desta fase, já em cobrança jurídica, os valores são corrigidos pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), mais 0,5% ao ano sobre o valor da multa.

“Após o recebimento dessa notificação, as pessoas terão um prazo de 40 dias para fazer o pagamento das quantias devidas ou pedir a revisão desse processo no Cadastro. O prazo final será 6 de junho. Depois disso, quem não tiver se manifestado, será executado judicialmente, tendo que arcar com os impactos disso, como problemas na obtenção de crédito e bloqueio de bens”, afirma Patrício.

O dirigente diz ainda que o pagamento dessas multas não poderá ser parcelado, e que a guia para quitação está sendo encaminhada junto com as notificações. “O valor deve ser pago inteiro. Isso é uma condição legal que foi imposta a nós. Até poderíamos aceitar, como forma de garantir que iríamos receber. Mas de fato, não terá como”

 

http://www.gazetadopovo.com.br/vidaecidadania/conteudo.phtml?tl=1&id=1366712&tit=Detran-PR-notifica-motoristas-com-multas-vencidas-ate-dezembro-de-2011

Santa Catarina ultrapassa marca de 4 milhões de veículos

Publicado em 25 de abril de 2013 20:48

Média estadual é de um carro para cada 1,5 habitante e coloca o Estado como a 6ª maior frota do país.

Santa Catarina ultrapassa marca de 4 milhões de veículos Guto Kuerten/Agencia RBS

Número é reflexo de um crescimento de 118% em 10 anos e pode ser considerado fruto da maior facilidade à aquisição de veículos Foto: Guto Kuerten / Agencia RBS

Santa Catarina atingiu neste mês a marca de quatro milhões de veículos e chega à média de um automóvel para cada 1,5 habitante. O número, sete vezes e meia a população de Joinville, é resultado das vendas de automóveis novos, mas também da realocação de antigos cujos os donos se mudaram para SC e agregaram ao Departamento Estadual de Trânsito mais emplacamentos ao Estado que, segundo o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), tem a 6a maior frota do país.

Em comparação com a década passada, a frota de veículos no Estado teve um crescimento de 118%. O diretor da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) em SC, Nelson Füchter Filho, acredita que durante este período de 10 anos as condições para comprar um automóvel foram facilitadas pela diversidade nas linhas de crédito, maior poder aquisitivo da população e pela baixa taxa de juros – que em 2012 teve uma queda de 30% no ramo automotivo.

— Para 2013, apesar de não experimentarmos grandes saltos na venda de carros, porque sempre tivemos consumo estável, esperamos um crescimento de 4% nas vendas em Santa Catarina.

No topo do ranking das catarinenses com mais veículos em circulação, Joinville acompanha a média estadual e abriga mais de 330 mil veículos – para uma população que ultrapassa os 520 mil habitantes.

Frota diminuiu, mas pode voltar a crescer

Vanderlei Tadeu Lopes Goulart, 62 anos, percebe a mudança no trânsito desde que se mudou para a cidade, em 2006.  Segundo ele, a quantidade de veículos nas ruas aumenta, mas as vias de escoamento permanecem as mesmas. Antes com três carros na garagem de casa – para quatro pessoas –, o porto-alegrense resolveu diminuir o número de veículos para dois. Mas isso só foi possível porque a filha está trabalhando no exterior e ele, agora aposentado, dirige menos e caminha mais. Caso a filha volte para Joinville, Goulart não hesita em afirmar: o terceiro carro volta também.

— O carro da filha foi repassado porque nossa garagem não oferece tanto espaço. Mas se ela voltar ano que vem, necessariamente teremos um terceiro automóvel, porque ela precisa de autonomia.

Extremos definem trânsito catarinense

Apesar de Joinville ter a maior frota do Estado, Blumenau, Itajaí e Florianópolis são os municípios com mais veículos por habitante. Nas três regiões, há um deles para cada 1,3 pessoas. O número fica próximo à média vivida nos Estados Unidos, de um veículo para cada 1,1 habitantes, e é especialmente intensificado pela população jovem, que possui o próprio meio de transporte antes dos 30 anos.

Ainda que o reflexo das estatísticas se perceba no trânsito diário nos municípios, isso não parece incomodar os catarinenses a ponto de fazê-los desistir de se locomover sobre quatro rodas. Em Florianópolis, a família de Nicolau Jorge Haviaras tem um carro para cada pessoa e ainda duas motos. E não é preciso nem perguntar o porquê de cada um ter seu automóvel: a dificuldade em reunir todos os cinco no estacionamento é sinal de que cada filho vai para um canto da cidade e quer ter seu próprio veículo para que isto seja possível.

— Infelizmente, não pensamos em reduzir o número de veículos por comodismo. No mínimo, andamos todos os dias com três ou quatro veículos.

A 240 quilômetros da Capital, a realidade é outra para os moradores de Painel, município com o menor número de veículos por habitantes de Santa Catarina. Não há transporte público municipal, nem concessionária ou revenda de automóveis. As cerca de 2,3 mil pessoas que vivem na região pegam carona com quem tem carro para chegar a mercados e a outras cidades vizinhas. Para isso, contam com os 848 veículos emplacados no município.

Ismael Marcelino, gerente de convênios, projetos e licitações na prefeitura de Painel, é um dos moradores que vez ou outra dá carona para os conhecidos. Há nove anos com carro – desde que completou 18 anos –, o servidor diz não se imaginar sem o meio de transporte. Tanto é verdade que vai de carro ao trabalho, a 800 metros de sua casa.

http://anoticia.clicrbs.com.br/sc/economia/noticia/2013/04/santa-catarina-ultrapassa-marca-de-4-milhoes-de-veiculos-4117350.html

 

Criatividade em tempos de Lei Seca

Publicado em 12 de abril de 2013 0:17

BLUMENAU – Após Blumenau figurar no topo do ranking catarinense de embriaguez ao volante foram 967 flagrantes em 2012 , divulgado recentemente pela Assembleia Legislativa, novos comportamentos são capazes de mudar essa preocupante realidade. A tradicional despedida de solteiro, feita antes do casamento, foi adaptada por um grupo de 30 amigas, que optou fretar um ônibus para a comemoração. Já aqueles que decidem beber em festas, sem abrir mão de ir com o próprio carro, têm a opção de contratar um motorista particular, que encontrou na intensificada fiscalização um nicho de mercado.

Para proporcionar segurança às convidadas e impedir que algumas horas de diversão resultem em multa de R$ 1.915,40, retenção do veículo e perda da habilitação, amigas da noiva Nara Ione Reinert, 37 anos, alugaram um ônibus. Das 20h de sexta-feira às 3h30min da madrugada de sábado, o veículo decorado com faixas e balões em tons de rosa e branco, passeou por diversos bairros da cidade, parou em bares e baladas e, ao final, deixou todas em casa.

Funcionária pública, Nara irá se casar no dia 20 de abril. Ela aprovou a surpresa da despedida segura e confessou que, após decidir receber a benção para a união, pensou em apenas sair com as amigas, mas o planejamento foi alterado devido à empolgação delas.

A ideia partiu da cunhada Alecks Sandra Zanette Tomio e a filha Heloisa e contou com apoio de Joanna Cristina Tomio Herkenhoff que, mesmo grávida de nove meses, ajudou a fazer a contagem das meninas, que estavam fantasiadas.

– Queríamos fazer algo diferente, animado e que não houvesse a preocupação de dirigir após beber. Lembramos de uma reportagem que mostrou algo semelhante feito em São Paulo e resolvemos inovar – relata Alecks Sandra.

Essa foi a primeira vez que a empresa AD Tur Turismo locou um ônibus para esse tipo de evento. Segundo a proprietária Rainildes Murcheski, normalmente eles são alugados para quem vai a shows e viagens, a um custo entre R$ 350 e R$ 450.

Escola Pública de Trânsito visitará bares e restaurantes

O gerente da Escola Pública de Trânsito, Fábio Campos da Silva, acredita que iniciativas criativas, como a das meninas, precisam ser disseminadas. Para ajudar na conscientização, a partir de hoje, a escola e agentes da Guarda de Trânsito visitarão bares e restaurantes da cidade para conversar com motoristas.

– Vamos fazer testes de bafômetro, incentivar o uso do táxi, mostrar imagens e conversar com as pessoas sobre o projeto, que começa agora e não para mais. Além disso, apresentaremos uma ação inédita no Brasil para o Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Blumenau e Região (Sihorbs), voltada para os motoristas que vão para a balada, mas que só será divulgada se for aprovada – antecipa Silva.

 

http://www.clicrbs.com.br/jsc/sc/impressa/4,186,4099048,21727

 

 

Vídeo mostra como será a duplicação na SC-403 em Florianópolis

Publicado em 12 de abril de 2013 0:14

Um vídeo publicado no Youtube mostra como vai ficar a duplicação da SC-403, entre a SC-401 e a Praia dos Ingleses, em Florianópolis. O lançamento do edital para contratação da empresa que vai duplicar a rodovia será anunciada nesta quinta-feira, às 15h, em visita do governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo, ao trecho. A previsão é de que em 15 de maio as propostas sejam abertas. A obra faz parte do Pacto por Santa Catarina.

Com cinco quilômetros de extensão, a rodovia que corta a comunidade da Vargem do Bom Jesus ao meio é o principal acesso à Praia dos Ingleses, balneário com cerca de 50 mil moradores. Para sair ou chegar ao bairro moradores enfrentam congestionamentos diários na região. A obra é vista como a única solução para amenizar o trânsito na localidade.

A duplicação contará com três elevados, sendo um na Vargem Grande, outro na Vargem do Bom Jesus e o terceiro para acesso a Cachoeira do Bom Jesus. Toda a via terá duas faixas de tráfego em cada sentido, dividas por uma mureta de concreto. Também terá 3,2 mil metros de vias laterais para atender o trânsito local.

O projeto ainda prevê duas passagem subterrâneas. Uma delas ficará em frente a escola básica Luiz Cândido da Luz, onde atualmente existe um radar desativado. A outra será construída na Vila União.

Na obra, terá ainda dez paradas de ônibus e uma espera central para retorno, além de ciclofaixa para pedestres e ciclistas.

A estimativa de conclusão da obra é de um ano e três meses. A obra com custo de R$ 36,6 milhões, terá investimento de R$ 28 milhões pelo Ministério do Turismo e o restante é contrapartida do Estado.

http://diariocatarinense.clicrbs.com.br/sc/geral/transito-24-horas/noticia/2013/04/video-mostra-como-sera-a-duplicacao-na-sc-403-em-florianopolis-4103251.html

Prefeitura do Rio proíbe circulação de vans em parte da zona sul

Publicado em 11 de abril de 2013 13:10

A Prefeitura do Rio de Janeiro decidiu proibir, a partir da próxima segunda-feira (15), a circulação de vans e micro-ônibus em parte da zona sul da cidade.

A ideia, segundo publicação feita hoje (11) no “Diário Oficial” do Município, é reordenar o trânsito nos bairros de Botafogo, Humaitá, Urca, Leme, Copacabana, Ipanema, Leblon, Lagoa, Jardim Botânico, Gávea, Vidigal, São Conrado e Rocinha.

Por conta da mudança, agentes de trânsito farão operações especiais na região para orientar o trânsito e impedir a circulação desses veículos.

Ainda de acordo com o decreto, ficam excluídos da proibição os vans, Kombis e micro-ônibus cadastrados na Secretaria Municipal de Transportes e integrantes do serviço TEC ( Transporte Urbano Especial Complementar de Passageiros) que operam nos bairros da Rocinha e do Vidigal. Esses veículos deverão cumprir os seguintes itinerários:

Parque da Cidade/Gávea (via Fashion Mall – circular) – estrada da Gávea (próximo à rua Tenente Francisco Mega), estrada da Gávea, autoestrada Lagoa – Barra (pista sentido Barra da Tijuca), retorno próximo à estrada do Joá, autoestrada Lagoa – Barra (pista sentido Lagoa), autoestrada Lagoa – Barra, rua Engenheiro Amandino de Carvalho, avenida Prefeito Mendes de Moraes, avenida Niemeyer, avenida Delfim Moreira, avenida Epitácio Pessoa, avenida Borges de Medeiros, rua Gilberto Cardoso, praça Nossa Senhora Auxiliadora, rua Mário Ribeiro, avenida Bartolomeu Mitre, rua Marquês de São Vicente, estrada da Gávea, estrada da Gávea (próximo à rua Tenente Francisco Mega).

Parque da Cidade/Fashion Mall (via Gávea – circular) – estrada da Gávea (próximo à rua Tenente Francisco Mega), estrada da Gávea, rua Cedro, rua Mary Pessoa, rua Marquês de São Vicente, rua Arthur Araripe, rua Padre Leonel Franca, retorno sob a pista da autoestrada Lagoa – Barra, avenida Padre Leonel Franca, rua Mário Ribeiro, avenida Borges de Medeiros, avenida Delfim Moreira, avenida Visconde de Albuquerque, avenida Niemeyer, largo da Macumba, estrada da Gávea, rua Cedro, rua Mary Pessoa, estrada da Gávea, estrada da Gávea (próximo à rua Tenente Francisco Mega).

http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/1260835-prefeitura-do-rio-proibe-circulacao-de-vans-em-parte-da-zona-sul.shtml

 

CET admite situação precária e pede doações em São Paulo

Publicado em 11 de abril de 2013 13:04

Responsável pelo trânsito da maior cidade do país, a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) tem mesas e cadeiras em estado precário, computadores obsoletos e falta de TVs para uma de suas principais atividades: monitorar os congestionamentos nas vias de São Paulo.

Secretário de Transportes diz que vai comprar o essencial
Análise: Dinheiro de multas de trânsito é uma ilusão contábil

O diagnóstico é da Secretaria dos Transportes, que fez uma lista de 96 itens e quase 11 mil produtos para suprir as “necessidades de infraestrutura” de órgãos ligados à pasta e decidiu fazer um apelo por meio do “Diário Oficial”.

Na publicação, busca interessados em doar os bens.

A pior situação, avalia a pasta, é da própria CET, que precisa, por exemplo, de 3.179 cadeiras e de 17 televisões, de 22 a 50 polegadas, “especialmente para os setores de monitoramento do trânsito”.

“O grande número se justifica pela precariedade que se encontra o mobiliário”, justifica a secretaria.

A situação ocorre em um momento de arrecadação recorde com as multas de trânsito na cidade de São Paulo.

O crescimento da receita foi de 66% entre 2009 a 2012, atingindo R$ 819 milhões.

O Código de Trânsito Brasileiro diz que os recursos arrecadados com as multas não podem ser desviados para outras áreas, devendo ser aplicados em trânsito -sendo 5% para um fundo nacional.

Editoria de Arte/Folhapress

COMPUTADORES

Além de doações para a CET, a secretaria pediu bens para a própria pasta e para a SPTrans (empresa responsável pelo transporte coletivo).

Entre os pedidos para a companhia de trânsito também estão 756 computadores e 96 notebooks, para “modernização dos computadores que se encontram obsoletos”.

“Chega ao ponto de colegas terem que revezar um mesmo computador. O que prejudica, por exemplo, a elaboração de projetos”, diz Reno Ali, presidente do sindicato dos agentes da CET.

O calor na sede da empresa, na rua Barão de Itapetininga (centro), é outro problema citado. O edital diz que não há “boas condições de ventilação” e cobra 303 aparelhos de ar-condicionado e 139 ventiladores.

http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/1260753-cet-admite-situacao-precaria-e-pede-doacoes.shtml

 

Homem compra CNH falsa e é preso em Tubarão, Sul de SC

Publicado em 2 de abril de 2013 14:47

Um homem foi preso em flagrante portando documento falso. A prisão foi por volta das 18h40min da segunda-feira, dia 1º, durante fiscalização da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Tubarão.

Após abordar o motociclista os policiais suspeitaram que a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) apresentada pelo condutor era falsa. Em consulta no sistema os policiais confirmaram o fato.

Questionado pelos policiais sobre a origem do documento o homem alegou ter compra a carteira de um homem no município de Içara. Ele disse que teria pago R$ 1 mil.

Ele foi encaminhado para a Central de Polícia Civil de Tubarão e após para o Presídio da cidade.

http://anoticia.clicrbs.com.br/sc/noticia/2013/04/homem-compra-cnh-falsa-e-e-preso-em-tubarao-sul-de-sc-4093353.html

São Paulo é a capital mais dependente de transporte individual, diz estudo

Publicado em 2 de abril de 2013 14:42

Embora São Paulo tenha a maior rede de metrô do país, com 74,3 km, a cidade possui o maior percentual de viagens em veículos motorizados individuais, segundo o estudo “Acompanhe a Mobilidade”, publicado nesta terça-feira (2) no portal Mobilize Brasil (www.mobilize.org.br). O levantamento indica que 30% do total de deslocamentos diários na capital paulista é feito em carro ou moto.

PERCENTUAL DE VIAGENS INDIVIDUAIS MOTORIZADAS

Cidade Percentual
São Paulo 30%
Cuiabá 29%
Curitiba 27%
Porto Alegre 25%
Belo Horizonte 25%
Natal 19%
Salvador 14%
Rio de Janeiro 13%

A pesquisa avaliou indicadores de mobilidade urbana de 15 capitais (São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Florianópolis, Porto Alegre, Goiânia, Salvador, Recife, Natal, Fortaleza, Goiânia, Campo Grande, Manaus e Brasília).

No item que trata do uso de veículos individuais motorizados, foram ranqueadas oito capitais (São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador, Porto Alegre, Curitiba, Natal e Cuiabá).

Depois de São Paulo, as capitais mais dependentes do transporte individual são Cuiabá (29%) e Curitiba (27%). O Rio de Janeiro detém o menor percentual (13%). Salvador tem 14%)e Natal, 19%.

O Rio é também a cidade com a terceira maior rede de metrô do país (40,9 km), atrás de São Paulo e de Brasília (42 km). A região metropolitana do Rio possui a maior rede de trem (270 km), seguida de São Paulo (260,7 km) e Natal (56 km).

Segundo o estudo, os dados sobre o uso de transporte individual foram fornecidos pelas prefeituras das cidades citadas.

O portal Mobilze Brasil foi criado pela ONG Associação Abaporu e recebe patrocínio do banco Itaú.

Ampliar

Trânsito em São Paulo100 fotos

1 / 100

1°.abr.2013 – Trânsito na Marginal Pinheiros, sentido Interlagos, na altura da ponte Cidade Universitária, em São Paulo, na manhã desta segunda-feira (1º) Marcos Bezerra/Futura Press}

Tarifa de ônibus

O levantamento apurou que Manaus é capital onde os gastos com a passagem de ônibus mais pesa no bolso do trabalhador. Segundo o estudo, o salário médio mensal dos moradores da capital amazonense (R$ 932) permite comprar 332 passagens de ônibus por mês –o custo da passagem é de R$ 2,75.

Salvador tem o segundo pior desempenho neste item: a renda média mensal do trabalhador soteropolitano (R$ 1.126) equivale a 402 tarifas de ônibus (R$ 2,8). Em seguida, aparece Campo Grande, onde o trabalhador recebe, em média, R$ 1.231 por mês, o que lhe permite comprar 432 passagens a R$ 2,85.

O melhor desempenho entre as 15 capitais analisadas foi o de Brasília, onde com o rendimento médio mensal (R$ 2.832) é possível comprar 1.049 passagens de ônibus, que custa R$ 2,70. Na sequencia aparecem Florianópolis (777 passagens) e Porto Alegre (693).

A ONG levou em conta dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) sobre o rendimento médio do trabalhador e informações das prefeituras sobre o preço das tarifas.

Ampliar

Ciclista perde um dos braços após ser atropelado na avenida Paulista, em SP35 fotos

1 / 35

10.mar.2013 – Um ciclista perdeu um braço em um acidente com um veículo na manhã deste domingo (10), próximo à estação Brigadeiro do metrô, na avenida Paulista, em São Paulo Leia mais J. Duran Machfee/Futura Press

Ciclovias

De acordo com o levantamento, o Rio de Janeiro é disparado a capital que mais possui vias adequadas para a circulação de bicicletas, com 300 km de estrutura cicloviária, seguida por Brasília (160 km), Curitiba (127 km) e Campo Grande (79 km).

Rede cicloviária

Posição Cidade Km
Rio de Janeiro 300
Brasília 160
Curitiba 127
São Paulo 69,8
11º Cuiabá 15
12° Porto Alegre 12
13º Goiânia 3

Goiânia, com apenas 3 km de vias, ficou na última posição, logo à frente de Porto Alegre (12 km), Cuiabá (15 km) e Salvador (19 km). Segundo o estudo, os dados das ciclovias são originários das administrações municipais.

Em números proporcionais, o Rio de Janeiro também ocupa o primeiro lugar no quesito ciclovias. Do total de vias da capital fluminense, 3,17% estão aptas para a circulação de bicicletas. Curitiba aparece em segundo lugar (2,7%), seguida de Florianópolis (2,02%). Na ponta oposta estão Salvador (0,38%), São Paulo (0,39%) e Porto Alegre (0,44%).

Mortes no trânsito

O estudo também analisou os números de mortes no trânsito e constatou que Goiânia é a capital mais violenta, com 51,9 mortos em acidentes a cada 100 mil habitantes por ano. Na sequência, aparecem Recife (42,9) e Cuiabá (37,6). Na outra ponta estão Salvador (7,3 mortos), São Paulo (11,2) e Rio de Janeiro (13,3).

Os dados que respaldaram o estudo são do Mapa da Violência 2012, produzido pelo Instituto Sangari sob encomenda do Ministério da Justiça.

Outros temas

O estudo “Acompanhe a Mobilidade” traz ainda informações sobre ônibus acessíveis, rampas para cadeirantes, calçadas, arborização, existência de placas de ruas e emissão de poluentes por veículos –São Paulo, por exemplo, onde se verifica o maior uso de veículos individuais é também apontada como a cidade onde há mais emissão de gases de efeito estufa (12,6 milhões de toneladas por ano).

Também é possível acompanhar a evolução dos projetos e obras de mobilidade (de ciclovias a metrôs) em cada uma das capitais incluídas no projeto.

Ampliar

Ciclistas pedalam nus em protesto para pedir respeito no trânsito28 fotos

14 / 28

9.mar.2013 – Ciclistas de São Paulo (SP) promovem na avenida Paulista a “World Naked Bike Ride”, um ato em que os participantes saem nus (ou não, pois não é obrigatório) e de bicicleta pelas ruas para pedir respeito aos ciclistas no trânsito. A pedalada ocorreu em diversas cidades do mundo Leia mais Shin Shikuma/UOL
http://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2013/04/02/sao-paulo-e-a-capital-mais-dependente-de-transporte-individual-diz-estudo.htm