Arquivo mensais:agosto 2018

Fiscais resgatam 22 trabalhadores em fazenda de café em MG

Publicado em 24 de agosto de 2018 16:57

Fiscais resgatam 22 trabalhadores em fazenda de café em MG

Ação ocorreu em Pratinha (MG); entre os resgatados estava um menor de idade

Fiscais do Ministério do Trabalho resgataram 22 trabalhadores rurais, incluindo um menor de idade, de lavoura de café na Fazenda Boa Esperança, em Pratinha (MG). Nenhum deles tinha registro em carteira. O grupo trabalhava das 5h30 às 18h, com a promessa de recebimento de R$ 10 por saca colhida.

Os trabalhadores foram recrutados nas cidades de Canarana, Irecê e Luís Eduardo Magalhães, na Bahia. Na fazenda, eles estavam alojados em duas edificações sem condições mínimas de higiene e com instalações elétricas em mau estado. O empregador não fornecia roupas de cama e cobertores aos trabalhadores.

De acordo com a fiscalização, o alojamento não tinha local para preparo e consumo de refeições. Cada trabalhador tinha de comprar fogareiros e botijões de gás para o preparo de seus mantimentos. A fiscalização verificou também que os equipamentos de proteção individual não foram fornecidos pelo empregador.

“As irregularidades encontradas caracterizaram situação de grave e iminente risco à saúde e à integridade física dos trabalhadores, além da jornada exaustiva a que os trabalhadores estavam submetidos, que amoldaram a relação de emprego ali existente ao trabalho análogo à escravidão”, afirmou o coordenador da ação, o auditor-fiscal H. M. C..

Os fiscais fizeram as rescisões dos 22 trabalhadores, que receberam os valores desde o início da prestação de serviço (R$ 109,9 mil) e tiveram as carteiras profissionais assinadas. O fazendeiro teve ainda de recolher R$ 14,4 mil de FGTS não declarado. Todos os trabalhadores receberam formulários para o seguro-desemprego.

A operação foi realizada no dia 17 de julho e contou com a parceria de auditores-fiscais do trabalho das gerências de Uberaba e Poços de Caldas.

 

Fonte: http://trabalho.gov.br/noticias/6356-fiscais-resgatam-22-trabalhadores-em-fazenda-de-cafe-em-mg

Licitação do estacionamento rotativo de Joinville será anunciada dia 4 de setembro

Publicado em 24 de agosto de 2018 16:31

Licitação do estacionamento rotativo de Joinville será anunciada dia 4 de setembro

Se tudo der certo, a Prefeitura de Joinville anunciará no dia 4 de setembro o nome da empresa vencedora da licitação do estacionamento rotativo, algo muito esperado pelos comerciantes da região central. E, ao menos preliminarmente, antes da divulgação do resultado, é bem provável que dê. Até o momento, não houve manifestação contrária ao texto do edital por parte do Ministério Público e nem do Tribunal de Contas do Estado. O que surpreende a Prefeitura é a pequena procura pelo edital de um negócio milionário e de longo prazo. Até agora, três empresas foram contatadas pela Prefeitura para apresentarem orçamentos e apenas outras duas fizeram pedido de informações sobre o teor do edital. Há, nessa lista, empresa de Joinville, de outra cidade catarinense e até de fora de Santa Catarina interessadas. O edital prevê contrato por 20 anos, somando receita de R$ 315 milhões no período. A tarifa máxima permitida é de R$ 3,50, mas é óbvio que a proposta vencedora apresentará valor menor. 

 

Três reais

G. F., do Departamento de Trânsito de Joinville (Detrans), estima que o preço a ser pago pelo usuário deverá ficar ao redor de R$ 3 para estacionar em uma das 3.200 vagas a serem criadas na Zona Azul na região central da cidade. 

– Considerando o comportamento do mercado e com base na prática em outras licitações do gênero, a tarifa poderia baixar 30% em relação ao valor máximo estabelecido.

A ganhadora na questão do preço terá de demonstrar, na prática, que está apta a instalar os equipamentos nos locais indicados. Essa “prova-conceito”, na linguagem técnica, deverá ser realizada durante 20 dias, após a homologação. Na sequência, o vencedor terá 90 dias para operar o rotativo. Desta forma, e sem que haja nenhum recurso por parte de algum dos concorrentes perdedores, é possível que a implementação do sistema de estacionamento rotativo aconteça em fevereiro ou março de 2019.

 

O atraso

Dados do Orçamento Geral da União sobre investimentos em infraestrutura de maneira geral, em Santa Catarina, e monitorados e divulgados pela Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina revelam o status de 52 obras e projetos de infraestrutura de transporte de Santa Catarina que, juntos, somam R$ 7,38 bilhões.

Do total, 59% delas estão com o prazo expirado; 31% estão com o andamento comprometido; e 10% estão com o ritmo normal. Os trabalhos monitorados são dos modais aeroviário (oito obras), aquaviário (quatro obras), ferroviário (sete obras) e rodoviário (33 obras).

Em 2018, dos R$ 840 milhões previstos para investimentos em obras de transporte em Santa Catarina, foram pagos só R$ 181 milhões, dos quais 58% são de restos a pagar de anos anteriores.

Significa dizer que os atrasos, enormes, na execução dos serviços, prejudica a competitividade catarinense. Em especial, dificulta a indústria – dos mais variados segmentos e de diferentes regiões do Estado – a se apresentar com custos menores na disputa por mercados. E, claro, é um dos fatores do chamado “custo Santa Catarina” na hora de empresários decidirem onde alocar seus recursos para construir ou ampliar negócios.

Fonte: https://www.nsctotal.com.br/colunistas/loetz/licitacao-do-estacionamento-rotativo-de-joinville-sera-anunciada-dia-4-de-setembro

Paraná fecha julho com saldo de 2,5 mil novos empregos

Publicado em 24 de agosto de 2018 16:21

Paraná fecha julho com saldo de 2,5 mil novos empregos

Crescimento do mercado de trabalho formal paranaense foi impulsionado pelos setores de Construção Civil e Serviços

O Paraná registrou um saldo positivo na criação de novos empregos no mês de julho, com a abertura de 2.585 novas vagas, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgado pelo Ministério do Trabalho nessa quarta-feira (22). O resultado é a diferença entre 93.319 admissões e 90.734 desligamentos. A diferença representou uma variação de +0,10% no número de empregos em relação a junho.

O desempenho do mercado paranaense foi o melhor da região Sul e o sexto melhor de todo o país. Os destaques no Paraná foram os setores de Construção Civil (+1.252 vagas) e Serviços (+1.074 vagas). As áreas do Comércio e Extrativa Mineral também tiveram saldos positivos.

Desempenho nacional

O emprego formal no Brasil teve expansão no mês de julho, com a abertura de 47.319 novos postos de trabalho, uma variação de +0,12% em relação ao estoque de empregos do mês anterior. A alta no emprego formal em julho foi resultado de 1.219.187 admissões e 1.171.868 desligamentos.

Houve crescimento do emprego formal em seis dos oito setores econômicos. A maior expansão foi dos setores de Agropecuária (17.455 postos), Serviços (14.548 postos) e Construção Civil (10.063 postos).

A Indústria de Transformação (4.993 postos), os Serviços Industriais de Utilidade Pública (Siup) (1.335 postos) e a área Extrativa Mineral (702 postos) também tiveram saldos positivos. Os recuos foram nos setores de Administração Pública (-1.528 postos) e Comércio (-249 postos).

Desempenho regional
O saldo de empregos de julho foi positivo em quatro das cinco regiões do país, com destaque para o Sudeste, com abertura de 24.023 postos (+0,12%). Os demais crescimentos foram verificados no Centro-Oeste, com 9.911 postos (+0,31%); Nordeste, com 7.163 vagas (+0,12%); e Norte, com 6.635 postos (+0,39%). A única redução ocorreu na Região Sul, com fechamento de 413 vagas (-0,01%).

 

Fonte: http://trabalho.gov.br/noticias/6354-parana-fecha-julho-com-saldo-de-2-5-mil-novos-empregos

Santa Catarina tem redução no número de vagas em julho

Publicado em 24 de agosto de 2018 16:17

Santa Catarina tem redução no número de vagas em julho

Estado perdeu 241 postos de trabalho no mês, mas saldos do ano e acumulado de 12 meses seguem positivos

O mercado de trabalho de Santa Catarina recuou em julho, com o fechamento de 241 vagas formais, uma variação de apenas -0,01% em relação ao estoque do mês anterior. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado pelo Ministério do Trabalho nessa quarta-feira (22). O resultado é a diferença entre 75.432 admissões e 75.673 desligamentos.

No acumulado do ano – de janeiro a julho – os números seguem positivos, com saldo de 33.496 novas vagas. Nos últimos 12 meses, o resultado também se mantém positivo, com 39.511 novos postos de trabalho com carteira assinada.

O resultado de julho foi influenciado principalmente pela Indústria de Transformação, que fechou 1.593 vagas. Já o setor de Serviços teve destaque positivo, abrindo 1.384 novos postos.

Desempenho nacional

O emprego formal no Brasil teve expansão no mês de julho, com a abertura de 47.319 novos postos de trabalho, uma variação de +0,12% em relação ao estoque de empregos do mês anterior. A alta no emprego formal em julho foi resultado de 1.219.187 admissões e 1.171.868 desligamentos.

Houve crescimento do emprego formal em seis dos oito setores econômicos. A maior expansão foi dos setores de Agropecuária (17.455 postos), Serviços (14.548 postos) e Construção Civil (10.063 postos).

A Indústria de Transformação (4.993 postos), os Serviços Industriais de Utilidade Pública (Siup) (1.335 postos) e a área Extrativa Mineral (702 postos) também tiveram saldos positivos. Os recuos foram nos setores de Administração Pública (-1.528 postos) e Comércio (-249 postos).

Desempenho regional
O saldo de empregos de julho foi positivo em quatro das cinco regiões do país, com destaque para o Sudeste, com abertura de 24.023 postos (+0,12%). Os demais crescimentos foram verificados no Centro-Oeste, com 9.911 postos (+0,31%); Nordeste, com 7.163 vagas (+0,12%); e Norte, com 6.635 postos (+0,39%). A única redução ocorreu na Região Sul, com fechamento de 413 vagas (-0,01%).

 

Fonte: http://trabalho.gov.br/noticias/6352-santa-catarina-tem-reducao-no-numero-de-vagas-em-julho

Rio Grande do Sul registra recuo no emprego em julho

Publicado em 24 de agosto de 2018 16:03

Rio Grande do Sul registra recuo no emprego em julho

Mercado de trabalho gaúcho terminou o mês com fechamento de 2.657 vagas. Saldos acumulados do ano e em 12 meses são positivos

O Rio Grande do Sul teve redução de vagas no mercado de trabalho formal em julho, com o fechamento de 2.657 postos, uma variação de -0,10% em relação ao estoque do mês anterior. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado pelo Ministério do Trabalho nessa quarta-feira (22). O resultado é a diferença entre 83.025 admissões e 85.682 desligamentos.

Já no acumulado do ano – de janeiro a julho –, o saldo se mantém positivo, com 23.648 vagas a mais do que o estoque de dezembro de 2017. Nos últimos 12 meses, o resultado também é positivo – são 15.240 novos postos de trabalho com carteira assinada no período.

O desempenho do mercado de trabalho gaúcho em julho foi influenciado principalmente pelo Comércio, com redução de 1.303 vagas, e pela Indústria de Transformação, que fechou 589 postos.

Desempenho nacional

O emprego formal no Brasil teve expansão no mês de julho, com a abertura de 47.319 novos postos de trabalho, uma variação de +0,12% em relação ao estoque de empregos do mês anterior. A alta no emprego formal em julho foi resultado de 1.219.187 admissões e 1.171.868 desligamentos.

Houve crescimento do emprego formal em seis dos oito setores econômicos. A maior expansão foi dos setores de Agropecuária (17.455 postos), Serviços (14.548 postos) e Construção Civil (10.063 postos).

A Indústria de Transformação (4.993 postos), os Serviços Industriais de Utilidade Pública (Siup) (1.335 postos) e a área Extrativa Mineral (702 postos) também tiveram saldos positivos. Os recuos foram nos setores de Administração Pública (-1.528 postos) e Comércio (-249 postos).

Desempenho regional
O saldo de empregos de julho foi positivo em quatro das cinco regiões do país, com destaque para o Sudeste, com abertura de 24.023 postos (+0,12%). Os demais crescimentos foram verificados no Centro-Oeste, com 9.911 postos (+0,31%); Nordeste, com 7.163 vagas (+0,12%); e Norte, com 6.635 postos (+0,39%). A única redução ocorreu na Região Sul, com fechamento de 413 vagas (-0,01%).

 

Fonte: http://trabalho.gov.br/noticias/6349-rio-grande-do-sul-registra-recuo-no-emprego-em-julho

Condutor de veículo alugado poderá ter multa lançada em seu prontuário

Publicado em 24 de agosto de 2018 15:43

Condutor de veículo alugado poderá ter multa lançada em seu prontuário

O Projeto de Lei 9361/17, em tramitação na Câmara dos Deputados, determina às locadoras de veículos informar ao Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), imediatamente após a assinatura do contrato, os dados do condutor e do período de locação. O texto determina ainda que, caso o locatário do veículo seja multado, esta deverá ser lançada no prontuário do infrator.

A proposta é de autoria do deputado A. L. (DEM-SP). O objetivo, segundo ele, é evitar que as locadoras de veículo tenham que assumir o pagamento das multas recebidas pelos clientes durante a locação.

“Trata-se de prejuízo enorme para as empresas, que se veem obrigadas a arcar com uma despesa que não lhes cabe”, disse.

O deputado afirma que, nestes casos, a locadora tem duplo prejuízo, pois fica impedida de licenciar o veículo caso não pague a multa.

O projeto altera o Código de Trânsito Brasileiro (Lei 9.503/97).

Tramitação

O PL 9361/17 tramita em caráter conclusivo nas comissões de Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços; Comissão de Viação e Transportes; e Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

As informações são da Agência Câmara

 

Fonte: http://portaldotransito.com.br/noticias/condutor-de-veiculo-alugado-podera-ter-multa-lancada-em-seu-prontuario/

Trânsito de Florianópolis será alterado para realização da Maratona Internacional no domingo

Publicado em 24 de agosto de 2018 15:02

Trânsito de Florianópolis será alterado para realização da Maratona Internacional no domingo

Corrida de rua tem mais de oito mil atletas inscritos e começa às 6h, na avenida Beira-Mar Norte.

O trânsito de Florianópolis vai ter alterações para a realização da 2ª edição da Maratona Internacional de Floripa, no domingo (26). Corrida de rua tem mais de oito mil atletas inscritos de todos os estados do Brasil e de 10 países.

As largadas começam às 6h, no trapiche da avenida Beira-Mar Norte com percursos de 42, 21, 10 e 5 km. Os atletas têm até sábado (25) para retirar os kits, das 10h às 22h. As inscrições para a Maratona Internacional de Floripa estão esgotadas.

Trânsito

Por causa da prova, o trânsito da capital terá bloqueios de vias da avenida Beira-Mar Norte em direção às pontes Colombo Salles e Pedro Ivo até a avenida Beira-Mar Continental, no Balneário do Estreito.

Também estará parcialmente bloqueado na avenida Gustavo Richard em direção ao Sul da Ilha, passando pelo túnel Antonieta de Barros e Via Expressa Sul.

Na volta, após passar pelo Viaduto Rita Maria os atletas seguem pela avenida Beira-Mar Norte até a Universidade Federal de Santa Catarina e retornam pela avenida Beira-Mar Norte, até a chegada no trapiche.

As alterações do trânsito iniciam na madrugada e vão até às 12h10, horário limite para conclusão da prova.

Serviço

  • Data: 26 de agosto de 2018
  • Local da largada: Trapiche da avenida Beira-Mar Norte, em Florianópolis
  • Horário: 6h
  • Percursos: 42k, 21k, 10k e 5k
  • Confira mapa de todos os percursos.

 

Fonte: https://g1.globo.com/sc/santa-catarina/noticia/2018/08/24/transito-de-florianopolis-sera-alterado-para-realizacao-da-maratona-internacional-no-domingo.ghtml

Homem fica ferido em acidente com motosserra em Guaramirim

Publicado em 24 de agosto de 2018 14:51

Homem fica ferido em acidente com motosserra em Guaramirim

 

Fonte: https://ocp.news/seguranca/menino-fica-ferido-apos-se-cortar-com-motosserra-em-guaramirim

Queda de moto é registrada no bairro Vila Nova

Publicado em 24 de agosto de 2018 14:38

Queda de moto é registrada no bairro Vila Nova

 

Fonte: https://ocp.news/seguranca/queda-de-moto-e-registrada-no-bairro-vila-nova