FCR Advocacia
FCR Advocacia FCR Advocacia quem somos atuação direito de transito publicações blog contato
FCR Advocacia

DEVO RECORRER?
O direito de defesa é assegurado em qualquer infração de trânsito como condição para sua validade, isso é uma garantia que a Constituição Brasileira assegura a todos.


IMPORTANTE SABER
Há no Código de Trânsito Brasileiro infrações cuja suspensão da Carteira de Habilitação poderá ocorrer com uma única infração, independente da quantidade de pontos que o condutor tenha acumulado durante 12 meses.

ENTRE EM CONTATO

Joinville

Edifício Comercial Adelina Rosa
Rua Santa Catarina, n° 1642, sl. 02, Bairro Floresta
Joinville -SC CEP.: 89211-301
Skype: fcrjoinville

Jaraguá do Sul - SC

Rua Emmerich Ruysam, 80, Sala 02
Bairro Vila Nova, 89259-350
Defronte do CIRETRAN/DETRAN
Mantida decisão que determina fornecimento de remédio a paciente com doença rara

Mantida decisão que determina fornecimento de remédio a paciente com doença rara

Com base em decisões precedentes, a presidente do STF, ministra C. L., considerou que a suspensão dos efeitos da decisão questionada poderia causar situação mais gravosa.

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra C. L., manteve decisão do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) que determina à Fundação Municipal de Saúde de Niterói (RJ) que forneça o remédio "canaquinumabe" a uma portadora da Deficiência de Mevalonato Quinase (MKD). A decisão foi tomada nos autos da Suspensão de Tutela Antecipada (STA) 860. A ministra explicou que, no caso, há documentos indicando, com base em laudos médicos, ser o medicamento o único eficaz para a melhora da saúde da paciente. Além disso, destacou que consta na bula do medicamento Ilaris, nome comercial da substância ativa canaquinumabe, datada de agosto de 2017, a indicação para MKD em adultos e crianças acima de dois anos, conforme o site da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A presidente do STF citou ainda precedente (Suspensão de Segurança 4316) no qual o relator, ministro C. P. (aposentado), salientou que, quando o medicamento em questão é o único eficaz disponível para o tratamento clínico da doença, e quando ?a suspensão dos efeitos da decisão impugnada poderia causar situação mais gravosa (inclusive o óbito da paciente) do que aquela que se pretende combater?, resta evidente a presença do denominado risco de dano inverso. Além disso, na mesma decisão, foi ressaltado que o alto custo do medicamento não seria, por si só, motivo suficiente para caracterizar a ocorrência de grave lesão à economia e à saúde públicas, visto que a Política Pública de Dispensação de Medicamentos Excepcionais tem por objetivo contemplar o acesso da população acometida por enfermidades raras aos tratamentos disponíveis. A ministra C. L. frisou também que, nesse mesmo sentido, o Supremo decidiu a STA 761. Caso A paciente ajuizou ação com pedido de obrigação de fazer contra o Município de Niterói, a Fundação Municipal de Saúde de Niterói e o Estado do Rio de Janeiro, pois os órgãos não estavam fornecendo o remédio. O juízo da 5ª Vara Cível de Niterói determinou que os órgãos fornecessem o medicamento, sob pena de busca e apreensão e/ou arresto dos valores. Contra essa decisão, o Município de Niterói recorreu ao TJ-RJ, que negou provimento ao recurso. Posteriormente, o juízo da 5ª Vara Cível de Niterói indeferiu o pedido de arresto de valores em conta pública feito pela paciente. Ela interpôs agravo de instrumento, aceito pelo TJ-RJ. Dessa forma, foi expedido mandado para o arresto, em conta corrente titulada pela Fundação Municipal de Saúde, no valor de R$ 204 mil. Na STA apresentada ao Supremo, o Município de Niterói alega que o medicamento não é autorizado pela Anvisa para o tratamento da doença que a paciente possui e que ele tem ?valor exorbitante?. Argumentava ainda que o fornecimento do remédio custará R$ 612 mil por ano, o correspondente a 4,1% da rubrica orçamentária destinada à aquisição de medicamentos para a população como um todo.   Fonte: http://www.jornaljurid.com.br/noticias/mantida-decisao-que-determina-fornecimento-de-remedio-a-paciente-com-doenca-rara

Comissão da MP que alonga prazo para investimentos em rodovias terá audiência na terça

Comissão da MP que alonga prazo para investimentos em rodovias terá audiência na terça

A comissão mista que analisa a Medida Provisória 800/2017, que alonga o prazo para investimentos em rodovias, realiza audiência pública na terça-feira (28), às 14h30. Participarão da audiência representantes do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) e do Ministério dos Transportes. A MP aumenta de cinco para 14 anos o prazo para que as concessionárias cumpram as obras acordadas, através de aditivos renegociados com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). As empresas interessadas terão o prazo de um ano para aderirem ao novo modelo, e durante o período de renegociação já ficam desobrigadas de cumprirem o acordo original. A efetivação do novo acordo também fica condicionada à demonstração da sustentabilidade econômico-financeira do empreendimento, até o fim da concessão. Esta reprogramação de investimentos deve ainda priorizar o aporte de recursos para os trechos onde há mais demanda. A MP também determina que quem aderir ao novo modelo não poderá posteriormente optar pela devolução amigável da concessão ao poder público. Como contrapartida para que a renegociação seja fechada, a concessionária deverá reduzir o preço dos pedágios (isso após feitos os investimentos previstos), diminuir o tempo total da concessão ou uma combinação entre estes dois critérios.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: https://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2017/11/24/comissao-da-mp-que-alonga-prazo-para-investimentos-em-rodovias-tera-audiencia-na-terca

Lojas são flagradas oferecendo descontos falsos a clientes na Black Friday em Florianópolis

Lojas são flagradas oferecendo descontos falsos a clientes na Black Friday em Florianópolis

Consumidores devem ficar atentos aos preços para evitar fraudes, orienta o Procon da capital.

Nesta sexta-feira (24) muitos consumidores devem aproveitar para garantir os presentes de Natal por causa da Black Friday. Isso por causa das promessas de corte nos preços que, em alguns casos, passa dos 70%.

Entretanto, alguns lojistas estão aproveitando a data para tentar enganar os clientes, como mostrou o Jornal do Almoço. Uma equipe de reportagem esteve no Centro de Florianópolis nesta sexta e flagrou algumas armadilhas.

Uma delas foi numa loja de eletroeletrônicos. Nela, no início da semana, um ar-condicionado custava R$ 1.499. Nesta sexta, o produto está anunciado com esse mesmo preço, mas como se estivesse em promoção. Segundo o cartaz, antes o preço era R$ 1.899, o que não é verdade.

A mesma pegadinha ocorreu com outros itens, como uma fritadeira de alimentos. O preço da ?promoção? é o mesmo que estava no início da semana: R$ 299. Mas, nesta Black Friday, a loja disse que o valor anterior era R$ 499.

O consumidor que se sentir lesado deve procurar o Procon, que está fiscalizando o comércio nesta sexta. O órgão fez ainda uma pesquisa há um mês com os preços de diversos produtos para que o consumidor possa comparar com os valores anunciados nesta sexta. A lista pode ser conferida aqui.

Confira abaixo as 10 dicas do Procon para esta Black Friday:

  • Faça uma lista dos produtos que quer comprar e estipule um limite de gasto, para não estourar o orçamento.
  • Acompanhe os preços dos produtos e serviços que deseja adquirir, anote preços e guarde as informações da sua pesquisa (telas, folhetos), incluindo site e data da pesquisa. Assim, será mais fácil identificar as melhores ofertas e conferir os descontos.
  • Verifique se o site é brasileiro. Cuidado com os que são ".com". Compras de sites internacionais estão sujeitas a outros custos, nem sempre informados ostensivamente (procure informações sobre o site na aba "Quem somos/sobre nós"). Além disso, as regras do Código do Consumidor não se aplicam se o site não tiver representantes no Brasil.
  • Esteja atento, porque há sites conhecidos que estampam ofertas de fornecedores independentes, com preços e condições diferentes para um mesmo produto.
  • É importante verificar a reputação do fornecedor.
  • O consumidor tem 7 dias a partir da compra/entrega para se arrepender, cancelar a compra, devolver o produto e pedir o dinheiro de volta, se a compra for feita a distância (por internet ou telefone).
  • Verifique antecipadamente a política de troca da empresa.
  • Cuidado ao clicar em links e ofertas recebidas por e-mail ou redes sociais.
  • Consulte sempre a página oficial da loja.
  Fonte: https://g1.globo.com/sc/santa-catarina/noticia/lojas-sao-flagradas-oferecendo-descontos-falsos-a-clientes-na-black-friday-em-florianopolis.ghtml

Ministro do Trabalho participa de visita técnica às obras da 2ª Ponte do Rio Guaíba

Ministro do Trabalho participa de visita técnica às obras da 2ª Ponte do Rio Guaíba

Empreendimento receberá R$ 240 milhões e gerará 850 empregos diretos O ministro do Trabalho, R. N., participou, na manhã desta sexta (24), de visita técnica às obras da 2ª Ponte do Rio Guaíba, em Porto Alegre. O empreendimento receberá R$ 240 milhões do governo federal e gerará 850 empregos diretos. ?A geração de emprego é fundamental para o desenvolvimento do país. Em 2016, havíamos perdido mais de 3 milhões de postos de trabalho. Em 2017, estamos com saldo positivo de mais de 304 mil postos de trabalho. Aquele é o Brasil do passado; o Brasil do futuro é o do emprego?, disse o ministro. Participaram também da visita técnica o ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, M. Q. L., e o governador do Rio Grande do Sul, J. I. S.. Os recursos destinados ao empreendimento também foram anunciados nesta sexta, em solenidade realizada no canteiro de obras. A obra foi incluída no Programa Avançar, do governo federal, lançado há duas semanas com o objetivo de finalizar mais de 7 mil obras que estavam paralisadas em todo o Brasil. No momento, 45% da ponte já estão concluídos, e o volume de recursos permite alcançar 85% da obra. O governo federal pretende concluir a ponte em 2018, com a dotação extra de R$ 345 milhões. Até agora, R$ 412 milhões já foram pagos em um montante de R$ 757 milhões. A nova ponte terá extensão de 2,7 km, e, com as ligações complementares, pode chegar aos 3,5 km, passando por três ilhas.
  Fonte: http://trabalho.gov.br/noticias/5271-ministro-do-trabalho-participa-de-visita-tecnica-as-obras-da-2-ponte-do-rio-guaiba

Parceiros, TJ e UFSC garantem cartilha sobre violência doméstica com versão em Libras

Parceiros, TJ e UFSC garantem cartilha sobre violência doméstica com versão em Libras

Fruto de parceria estabelecida entre Tribunal de Justiça e Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), a cartilha "Violência Doméstica - Perguntas e Respostas", elaborada no âmbito do Judiciário, acaba de ganhar versão em vídeo devidamente vertida para a Língua Brasileira de Sinais - Libras. Seu conteúdo apresenta orientações às mulheres sobre a violência doméstica e a importância de denunciar essa prática, com informações acerca de órgãos e canais de apoio e proteção. O lançamento da cartilha neste momento está vinculado à 9ª Semana da Campanha Justiça pela Paz em Casa, promovida pelo Conselho Nacional de Justiça de 20 a 24 de novembro de 2017. A decisão de promover a conversão do material para Libras está alinhada com pelo menos três objetivos estratégicos do Poder Judiciário: humanizar a Justiça, buscar a satisfação dos cidadãos e promover a cidadania e as iniciativas de valor social. A desembargadora C. B. d. S. B. S., coordenadora estadual das Mulheres em Situação de Violência Doméstica e Familiar do TJ, reuniu-se nesta semana com a professora Ph.D. S. A. d. S., do Programa de Extensão Tradutores e Intérpretes de Línguas de Sinais na Esfera Jurídica - TILSJUR, integrante do corpo docente da UFSC. "Nossas instituições, por meio do vídeo com a tradução, consolidam o primeiro passo para implementar ações que objetivam melhores condições de acesso e o exercício dos direitos linguísticos pela comunidade surda, especialmente pelas mulheres surdas vítimas de violência doméstica", destacou a professora S., responsável pelo serviço de tradução ao lado dos colegas A. R. e M. R. S. - ambos igualmente Ph.D. na matéria. Ela explicou que a tradução de materiais no par português-libras ainda é rara no Brasil, de forma que constitui campo fértil para pesquisas e parcerias que envolvam o poder público e a sociedade civil. O acesso à informação e o direito à comunicação das pessoas surdas, acrescentou, têm sido contemplados por leis brasileiras, entre elas as de número 10.098/2000 e 10.436/2002, e pelo Decreto n. 5626/2005, os quais preveem subsídios para implementação de ações voltadas à garantia dessa acessibilidade. A iniciativa levou em conta aspectos culturais e linguísticos das comunidades que acessarão o trabalho. "Trata-se de mais uma notável prestação de serviço do Judiciário, planejada e desenvolvida a partir do verdadeiro espírito de inclusão social, diante do atual cenário de violência contra as mulheres", sintetizou a desembargadora C.. O vídeo será disponibilizado na página do Grupo de Monitoramento e Fiscalização e no canal do Tribunal de Justiça no YouTube. Você também pode conferi-lo ao clicar aqui.
  Fonte: http://portal.tjsc.jus.br/web/sala-de-imprensa/-/parceiros-tj-e-ufsc-garantem-cartilha-sobre-violencia-domestica-com-versao-em-libras?redirect=http%3A%2F%2Fportal.tjsc.jus.br%2Fweb%2Fsala-de-imprensa%2Fnoticias%3Fp_p_id%3D101_INSTANCE_3dhclc9H4ihA%26p_p_lifecycle%3D0%26p_p_state%3Dnormal%26p_p_mode%3Dview%26p_p_col_id%3Dcolumn-1%26p_p_col_pos%3D2%26p_p_col_count%3D4

Atropelamentos e colisões são responsáveis por 66% das mortes no trânsito de SP

Atropelamentos e colisões são responsáveis por 66% das mortes no trânsito de SP

Dados do Infosiga SP reforçam a necessidade de adequação das vias para evitar o conflito entre os diversos meios de transporte Levantamento feito pelo Movimento Paulista de Segurança no Trânsito, programa do Governo de São Paulo que visa reduzir pela metade o número de óbitos no Estado, mostra que 66% das fatalidades no trânsito envolvem colisões entre veículos e atropelamentos. O dado indica que um dos desafios para o trânsito é promover a convivência segura entre os diferentes modais presentes em ruas e estradas. Em outubro, o número de mortes no trânsito registrou aumento de 3,4%. No acumulado do ano, a redução é de 1,7% na comparação com 2016. ?Principalmente nas grandes cidades, a convivência pacífica entre pedestres, ciclistas, motociclistas e motoristas precisa ser um dos focos de trabalho dos gestores de trânsito?, afirma a coordenadora do Movimento Paulista, S. L.. ?Os números mais uma vez comprovam que os grupos mais frágeis acabam sendo os mais afetados: pedestres e ciclistas?, acrescenta. De acordo com o Infosiga SP, 98,7% das vítimas desses dois grupos foram atropeladas ou atingidas por outros veículos após um choque. No caso dos ciclistas, 73,8% dos óbitos ocorreram por colisão contra carros, motos, ônibus ou caminhões. Dentre as motos, as colisões correspondem a 56% das fatalidades. Já entre os automóveis, a proporção é 52,8%.
?Infelizmente, o trânsito hoje é marcado por uma intensa disputa, não o compartilhamento do espaço, que deveria ser democrático?, analisa S. L.. ?O investimento em sinalização e reorganização das vias é o caminho para evitarmos tragédias. Muitas dessas melhorias são simples, por isso é necessário realizar estudos e buscar conhecimento técnico para intervenções eficazes?.
Uma das frentes de trabalho do Movimento Paulista é a troca de experiências e a capacitação de gestores de trânsito. Nesta terça-feira, 21, a adequação de ruas e cruzamentos é tema de treinamento com especialistas de renome internacional realizado no Palácio dos Bandeirantes, que reúne secretários e equipes de mobilidade de municípios conveniados ao programa. Atualmente, 67 cidades mantêm parceria com o Movimento Paulista para a realização de ações e intervenções que evitem acidentes. Três especialistas responsáveis por projetos em mais de 40 países compartilharam soluções para acomodar os diversos meios de transportes e tornar as ruas mais seguras. O evento marca também o lançamento, em janeiro de 2018, da versão em português do Guia Global de Desenho de Ruas, material de referência para gestores de trânsito em todo o mundo. A tradução é fruto de iniciativa conjunta do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito, Banco Itaú e Iniciativa Bloomberg. (Acesse aqui a versão em inglês).
Dados de outubro
De acordo com o Infosiga SP, o Estado de São Paulo registrou 490 fatalidades no trânsito em outubro, aumento de 3,4% na comparação com o mesmo período de 2016 (474 óbitos). No acumulado do ano, a redução é de 1,7%, com 4.708 fatalidades em 2017 contra 4.787 no ano passado. Já o número de acidentes com vítimas, que incluem ocorrências sem fatalidades, segue em queda. Em outubro deste ano, foram registradas 14.943 ocorrências contra 17.250 no ano passado, o que equivale a 2.307 acidentes a menos (-13,4%). No acumulado do ano, a redução é de 7,1%, com 149.889 casos entre janeiro e outubro de 2017 contra 161.334 nos primeiros dez meses de 2016. Em outubro, motociclistas lideram as estatísticas no Estado e correspondem a 33,2% das vítimas (163 fatalidades), seguido por pedestres (28,1%), ocupantes de automóveis (25,9%) e ciclistas (4,7%). A maior parte dos acidentes está concentrada nas noites e madrugadas (52,6%) e nos finais de semana (39,1%). Jovens com idade entre 18 e 29 anos correspondem a 26,9% das vítimas (132 ocorrências), e os homens representam 81,8% dos casos.
Sobre o Movimento Paulista de Segurança no Trânsito
Programa do Governo do Estado de São Paulo, tem como principal objetivo reduzir pela metade os óbitos no trânsito no Estado até 2020. Inspirado na ?Década de Ação pela Segurança no Trânsito?, estabelecida pela Organização das Nações Unidas (ONU) para o período de 2011 a 2020, o comitê gestor do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito é coordenado pela Secretaria de Governo e composto por mais nove secretarias de Estado: Casa Civil, Segurança Pública, Logística e Transportes, Saúde, Direitos da Pessoa com Deficiência, Educação, Transportes Metropolitanos, Planejamento e Gestão, Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação.  As secretarias são responsáveis por construir um conjunto de políticas públicas para redução de vítimas de acidentes de trânsito no Estado. O Movimento Paulista de Segurança no Trânsito envolve também a sociedade civil, com o apoio de empresas ? Abraciclo, Ambev, Arteris, Banco Itaú, CNseg, ProSimulador e Raízen ? e do Centro de Liderança Pública (CLP). As informações são do Portal do Governo de SP   Fonte: http://portaldotransito.com.br/noticias/atropelamentos-e-colisoes-sao-responsaveis-por-66-das-mortes-no-transito/

Homem é preso após ameaçar PMs no Facebook em Jaraguá do Sul

Homem é preso após ameaçar PMs no Facebook em Jaraguá do Sul

Na tarde desta quinta-feira (23), um homem de 21 anos foi preso acusado por ameaça, em Jaraguá do Sul. Ele mencionou em comentários no Facebook que tinha a vontade de atropelar policiais militares que realizavam blitz de trânsito. O acusado foi detido no bairro Barra do Rio Cerro, por volta das 15h20. Ele foi conduzido para a Delegacia de Polícia Civil. Lá, ele assinou um termo circunstanciado. De acordo com a PM, o homem já possui outros 30 boletins de ocorrência. Entre as acusações, estão os crimes de furto, posse de drogas, resistência, ameaça e formação de quadrilha.   Fonte: https://www.aconteceuemjaragua.com.br/homem-e-preso-apos-ameacar-pms-no-facebook/

Foragido da Justiça é capturado pela PM em Jaraguá do Sul

Foragido da Justiça é capturado pela PM em Jaraguá do Sul

Um homem com mandado de prisão foi detido na manhã desta quinta-feira (23), na rua Inácio Satler, no bairro Nereu Ramos, em Jaraguá do Sul. Os policiais militares fizeram a abordagem aos dois suspeitos por volta das 11 horas. O foragido tinha mandado de prisão em aberto por crime de tráfico de drogas. De acordo com a PM, o homem  havia sido  flagrado traficando nas proximidades do terminal urbano, no Centro. Ele acabou sendo levado para o Presídio Regional de Jaraguá do Sul. Com o segundo abordado, policiais militares encontraram uma embalagem com maconha. Ele recebeu voz de prisão e responderá a um termo circunstanciado por crime de posse de entorpecentes.   Fonte: https://www.aconteceuemjaragua.com.br/foragido-da-justica-e-capturado-pela-pm-em-jaragua-do-sul/

Empresa de Joinville oferece 30 vagas para jovens de 18 a 22 anos

Empresa de Joinville oferece 30 vagas para jovens de 18 a 22 anos

Interessados devem procurar o Centro Público de Atendimento ao Trabalhador

Centro Público de Atendimento ao Trabalhador (Cepat), órgão ligado à Prefeitura de Joinville, tem 30 vagas abertas para o programa Jovem Aprendiz em uma grande empresa de Joinville. Para participar da seleção, os requisitos são: ter entre 18 e 22 anos e estar cursando ou ter concluído o Ensino Médio. As vagas são de auxiliar na linha de produção e apenas voltadas a homens. O salário é de R$ 761,46 por mês com direito ao Vale-Transporte. Os selecionados vão trabalhar em diversas linhas de produção e realizar um rodízio pra desenvolver várias habilidades. Além disso, também vão estudar um curso técnico. As pessoas interessadas devem procurar o Cepat (rua Abdon Batista, 342, Centro), com a Carteira de Trabalho. A inscrição para a vaga deve ser feita até o dia 29 de novembro, até às 11 horas. Quem não tiver Carteira de Trabalho pode fazer no próprio Cepat, mas com antecedência para o cumprimento do prazo para inscrição à vaga.   Fonte: http://anoticia.clicrbs.com.br/sc/geral/joinville/noticia/2017/11/empresa-de-joinville-oferece-30-vagas-para-jovens-de-18-a-22-anos-10034224.html

COMBATE ÀS FRAUDES: Força Tarefa faz operação em quatro cidades de Sergipe

COMBATE ÀS FRAUDES: Força Tarefa faz operação em quatro cidades de Sergipe

Quadrilha fraudava benefícios de seguro defeso destinado ao pescador artesanal   Da Redação (Brasília) ? A Força Tarefa Previdenciária deflagrou, na manhã desta sexta-feira (24), em quatro cidades de Sergipe, a Operação São Pedro, desarticulando quadrilha especializada em fraudar benefícios de Seguro-Desemprego do Pescador Profissional Artesanal ? SDPA. Ao todo, foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão e três de condução coercitiva nas cidades sergipanas de Aracaju, Neópolis, Brejo Grande e São Cristovão . Foi determinado ainda pela Justiça Federal o afastamento das funções públicas de um servidor envolvido na fraude, com proibição de adentrar nos prédios do INSS. A fraude consiste em indícios de irregularidades na concessão de Seguro-Desemprego do Pescador Profissional Artesanal ? SDPA. A quadrilha agia desde junho deste ano e agia basicamente na liberação de pagamentos de requerimentos intempestivos, ou seja, pedidos protocolizados fora da agenda de requerimento do SDPA, uma vez que o requerimento deve ser feito no prazo determinado para cada tipo de defeso, principalmente para as espécies piracema e camarão. O prejuízo exato será levantado a partir da deflagração da operação, mas até o momento o valor identificado ultrapassa os R$ 800 mil. A operação denominada ?São Pedro? faz alusão ao padroeiro dos pescadores e contou com a participação de 35 policiais federais, nove servidores da Representação da Coordenação de Inteligência Previdenciária da Secretaria de Previdência e um servidor do INSS lotado na  Gerência Executiva em Aracaju. Força Tarefa Previdenciária ? A Força Tarefa Previdenciária é integrada pela a Secretaria de Previdência, a Polícia Federal e o Ministério Público Federal, e visa combater crimes contra o sistema previdenciário. Na Secretaria de Previdência, a Coordenação-Geral de Inteligência Previdenciária (COINP) é a área responsável por identificar e analisar distorções que envolvem indícios de fraudes estruturadas contra a Previdência. Além dos órgãos integrantes da Força Tarefa, a COINP conta com a parceria do TCU, CGU e AGU, além do apoio do INSS, na cessão de servidores para composição dos grupos de trabalhos e no repasse de informações essenciais à descoberta de fraudes estruturadas nos sistemas previdenciários.   Fonte: http://www.previdencia.gov.br/2017/11/combate-as-fraudes-forca-tarefa-faz-operacao-em-quatro-cidades-de-sergipe/

FCR Advocacia - Especializado em direito de trânsito  -  contato@fcradvocacia.com.br  -  47 4101.6817