• FCR ADVOCACIA

35% das mortes no trânsito são de motociclistas de Joinville

Motociclistas correspondem a 35% do total de mortes registradas no trânsito no ano passado. O levantamento realizado pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive) leva em consideração a estatística de pessoas domiciliadas em Joinville, com acidentes que podem ser em todo o Estado. Em 2018, 79 joinvilenses perderam a vida em acidentes – destes 28 eram motociclistas. 


No período entre 2009 e 2018, conforme relatório, 1.116 pessoas perderam a vida no trânsito. O levantamento demonstra que em 2009 foram registradas 124 mortes envolvendo acidentes de trânsito – destes 41 eram motoqueiros. Já o ano que mais computou mortes neste intervalo foi 2014, com 151 casos – representando um acidente a cada quatro dias, em média. 


Ainda que os números de mortalidade neste tipo de ocorrência sejam elevados, os dados da Dive-SC demonstram que estas mortes vem diminuindo gradativamente ao longo dos últimos anos. Uma das explicações para a redução tem relação com a queda na velocidade média dos veículos nas cidades, devido a maior quantidade de fluxo nas ruas.

O segundo grupo que mais aparece nos índices de mortalidade, entre 2009 e 2018, são os pedestres (200); seguido de motoristas de carro (171); e ciclistas (125).Dois dados “curiosos” ainda aparecem nos indicadores da Dive: nos dez anos há uma morte em acidente aquático, em 2014, e uma vítima de incidente aeroespacial, em 2018.


Conversa entre Claudio Aragão (MDB), presidente da Câmara de Vereadores de Joinville, e a delegada regional Tânia Harada prevê ação para conscientização contra situações de violência no trânsito. A ideia da campanha partiu, principalmente, de um acidente registrado em janeiro, no bairro Vila Nova, em que um motorista foi morto após uma briga entre os envolvidos. O objetivo é trazer mais gentileza e civilidade às ruas.

– A companha é neste sentido: mostrar que, em razão de um problema ou acidente no trânsito, você deixa as coisas piores se agir com violência.  Agir com mais civilidade nestas situações e mostrar  que o caminho pode ser bom a partir disto - diz Tânia Harada, delegada regional.


Fonte: https://www.nsctotal.com.br/colunistas/saavedra/35-das-mortes-no-transito-sao-de-motociclistas-de-joinville



@2012 Fernando Cesar Rosa Advogado Acidente de Trânsito e Embriaguez